24/04/17

Bullet Journal


Olá mundo!
Vocês gostaram muito do post "7 Maneiras de Aproveitares um Caderno em Branco", e como prometido, hoje vou escrever sobre o Bullet Journal. Fiquei muito feliz por ter despertado a vossa curiosidade e espero muito que gostem!
Como já tinha referido, o Bullet Journal é um método de organização que comecei a usar este ano e estou a adorar. Antes disso, tentei utilizar agendas mas depois de um mês de uso nunca mais me lembrava dela. No entanto, tinha sempre vários cadernos que utilizava com diário, para fazer listas e até apontamentos. E então pensei em juntar tudo num só caderno... foi aí que descobri o Bullet Journal!📕📖


O QUE É?
O Bullet Journal é um sistema de organização personalizável e flexível. Pode ser usado como lista de tarefas, bloco de desenho, diário e agenda tudo num só local.
O método foi criado por Ryder Carrol e tem como objetivo "acompanhar o passado, organizar o presente e planear o futuro". Este ano têm estado a fazer sucesso um pouco por todo o mundo.


O QUE PRECISAS?
Para iniciar este método vais precisar de um caderno, uma caneta e tudo aquilo que quiseres utilizar como canetas coloridas e post-it. Os cadernos mais utilizados são os pontilhados da marca Moleskine de capa dura. Mas não é obrigatório! Podes usar o teu caderno preferido ou qualquer um que tenhas em casa. 


COMO ORGANIZEI O MEU?
- Comecei por numerar todas as páginas do caderno e utilizar a primeira página como índice, que vou preenchendo conforme vou utilizando o Bullet Journal, e que te ajudará a definir os itens que fazem parte da tua agenda e em que páginas se situam.

- De seguida coloquei uma "Legenda" que são os símbolos a serem utilizados no Bullet Journal e que vai facilitar a divisão entre tarefas, eventos, importância, entre outras coisas. Assim vai ser muito mais fácil organizar o teu dia!

- Coloquei também as metas para o ano de 2017, um calendário anual e a página de "Happy Birthday" que é basicamente a página onde aponto todos os aniversários.


- Criei várias páginas de gosto pessoal e úteis para mim, como uma página onde aponto as passwords para não me esquecer, listas de livros, filmes e séries que quero assistir.
Se tiveres um Blog como eu, podes criar uma parte só de ideias para posts!
- Durante cada mês, crio um calendário diário onde aponto as coisas que tenho de fazer e hábitos. No fim de cada mês coloco as coisas que mais gostei de fazer e memórias das quais não me quero esquecer.
Não existe um formato que funcione bem com todos, por isso é importante adaptares o Bullet Journal à tua vida e ao teu gosto. 
Para criar o meu tirei várias inspirações do Pinterst e soltei a criatividade. Para te ajudar a ti a criar o teu próprio método de organização retirei algumas imagens do pinterest. Espero que gostes!






































E tu, usas o Bullet Journal? Conhecias este método de organização? Se tiveres alguma dúvida, deixa nos comentários e eu vou responder o mais rápido possível!

13/04/17

Inspiração: Fotos durante uma viagem de carro


Olá mundo!
Quem não gosta de tirar fotos? Eu adoro, principalmente em viagens, para captar todos os momentos que quero recordar. 
Se estás prestes a fazer uma viagem já deves ter uma playlist pronta e as malas feitas, mas não te esqueças da tua máquina fotográfica pois pode ser-te muito útil! E que tal aproveitares as horinhas da viagem de carro para tirares umas fotos? Não há muita coisa para fotografar? Claro que há, basta soltares a tua criatividade. Para te inspirares selecionei algumas fotos tiradas durante viagens!

Não precisas de um fundo espetacular para tirar numa foto perfeita e aqui estão as provas!
E então, quais foram as fotografias que gostaste mais?

11/04/17

A Elite - Kiera Cass


Depois de ter falado sobre o primeiro livro desta trilogia, "A Seleção", hoje vim falar sobre o segundo livro, "A Elite". Antes de mais nada, queria dizer que já li os três livros porque não aguentei esperar, agora tenho de me controlar para não vos contar o final! Que sofrimento!!

SINOPSE:
A Seleção iniciou-se com 35 raparigas. Agora, com o grupo reduzido a 6, a Elite, a competição para conquistar o amor do Príncipe Maxon é mais feroz do que nunca.
Quanto mais perto America se encontra da coroa, mais se debate para perceber onde está verdadeiramente o seu coração. Cada momento que passa com o Maxon é como um conto de fadas, instantes cheios de romantismo avassalador e muito glamour. Mas sempre que vê Aspen, o seu primeiro amor, é assaltada pelo desejo da vida que tinham planeado partilhar.
America anseia por mais tempo. Mas enquanto se sente dividida entre dois futuros, o resto da Elite sabe exatamente o que quer e a oportunidade de America para escolher está prestes a desaparecer.


MELHORES FRASES:

"Tempo. Ultimamente, andava a pedi-lo bastante. Tinha esperança de que, se me dessem tempo, tudo iria resolver-se de alguma forma."

"Mas como é que eu iria decidir entre duas boas opções? Como poderia fazer uma escolha que iria deixar parte de mim destroçada, fosse qual fosse a decisão?"

"-Como é estar apaixonada? 
- É a coisa mais maravilhosa e mais terrível que pode acontecer-nos. Sabes que encontraste algo incrível e queres mantê-lo contigo para sempre; e a todo o instante, depois de o alcançares, temes o momento em que poderás perdê-lo."

"Não era como se a minha presença tornasse o mundo dele melhor. Era como se eu fosse o mundo dele. Não havia explosões, não havia fogos de artifício. Era um fogo que ardia lentamente, de dentro para fora."  


O QUE ACHEI?
Sobre o aspeto do livro já sabem que não há queixas a fazer. A capa é maravilhosa (nunca vi capas tão lindas como as desta trilogia) e as folhas são num tom amarelado. Eu gostei mais da escrita deste livro do que o anterior porque acho que fez passar melhor os sentimentos. A Elite começa exatamente onde A Seleção terminou mas neste livro a America parece mais perdida e insegura, o que não estava nada à espera. Não sei como foi possível essa mudança tão repentina de personalidade.

Fiquei com um pouco de raiva da America neste livro por andar sempre a enrolar. Num momento amava perdidamente o Maxon, e no outro queria voltar para o Aspen.  Totalmente um triângulo amoroso!

Neste livro, America torna-se mais próxima do Maxon e há mais momentos românticos entre os dois, apesar de parecer que acontece sempre algo para criar uma confusão, o que se torna angustiante!
Apesar disto, ela tenta sempre lutar para melhorar a sociedade em que vive, apesar das suas ideias não serem bem aceites por algumas pessoas do palácio.

Basicamente, o Maxon e o Aspen acabam por ser a "Seleção" da America. Ficamos a saber mais sobre estes personagens e America vai descobrir muito dos segredos de Maxon. (Fiquei com pena dele) 

Além disso temos um pouco de drama e emoção com os ataques rebeldes e com a história da Marlee.
Posso dizer que é uma história de amor e ódio, de fácil leitura e com muita emoção.

INFORMAÇÕES:
Autor: Kiera Cass
Páginas: 290
Editor: Marcador
Edição ou reimpressão: 2015
Compra aqui: A Elite



CLASSIFICAÇÃO:




Já leste o livro? O que achas da história?

07/04/17

A Bela e o Monstro


Beauty and the Beast♫🎶... É impossível não me lembrar automaticamente desta música! Desde que saiu o Trailer deste filme, andava muito entusiasmada para que estreá-se em Portugal e, no fim de semana passado, fui vê-lo ao cinema. 
Tenho tanta coisa para dizer que tenho medo de me esquecer de alguma coisa! Estou já a avisar que o post poderá ficar um pouco grande e conter spoiler, mas acho que vão gostar!





















Acho que toda a gente conhece a história da Bela e do Monstro, certo? Este filme é uma adaptação da história do clássico da Disney. Não sou muito fã de musicais mas quando se trata de uma história como esta há sempre uma exceção!

Gostei da forma de como o filme começou, com um baile ao estilo da corte de Luís XVI, cheio de detalhes e adequado àquela época, pois não estava à espera! 
Os cenários, os efeitos especiais e as músicas ficaram incríveis. Imaginem agora a Emma Watson surpreendida a olhar para a mesa onde deveriam estar objetos a cantar, mas que na verdade, está vazia! Quanto às músicas, mantiveram os temas originais e ainda acrescentaram algumas músicas. Achei que estavam todas maravilhosas apesar da tradução estar mal feita!


Sobre os papéis principais, houve várias opiniões quanto à atuação de Emma Watson no papel de Bela mas, para mim, acho que a escolha foi perfeita. Acho que até a própria personalidade se encaixa perfeitamente e estava à altura do desafio além disso, gostei de a ouvir cantar!
Quanto ao monstro, achei que a personagem estava muito mais atraente e educada neste filme do que no original. Achei que o Dan Stevens teve um bom desempenho apesar de ter sido modificado na maior parte do filme.

Neste filme, a história tanto da Bela como do Monstro foi mais aprofundada. Sobre a Bela ficamos a saber que nasceu em Paris e que foi levada pelo pai, Maurice para Villeneuve. Mais tarde, ela descobre que a mãe morreu devido a uma praga.
Também ficamos a saber a história da infância do Monstro, como perdeu a mãe e teve um pai horrível que fez dele uma pessoa maldosa e cruel.

O Gaston é o mesmo bruto de sempre e achei que neste filme estava mais cruel! Ficamos a saber mais sobre a história da personagem e acho que o Luke Evans fez um trabalho fantástico! Gostei muito da coreografia da música "Gaston" e acho que foi um dos momentos mais animados do filme!

Depois temos a história de Le Fou, que esteve dentro de uma grande polémica por ser uma personagem gay, mesmo não totalmente assumida. No filme original eu não gostava nada desta personagem mas neste filme adorei a interpretação. Achei que deu um ar mais engraçado ao filme (sem querer ofender ninguém) e era ele que me fazia rir. O que dizer? Acho que a Disney fez muito bem em apostar numa personagem gay!




E tu, já viste o filme? O que achaste? 

04/04/17

7 maneiras de aproveitares um caderno em branco


Olá mundo!!
Não sei se sou a única, mas adoro cadernos! Aquelas folhas em branco a pedirem-me para serem preenchidas são irresistíveis. Posso dizer que neste momento não tenho cadernos em branco e cada um está preenchido por palavras desenhos e até colagens. 


Mas tu deves ter por aí um caderno em branco e não sabes o que fazer com ele ou como o aproveitar. O teu problema vai ser resolvido pois vou dar-te 7 dicas de como podes utilizar o teu caderno.

1-Bloco de Notas
Talvez esta seja a primeira coisa que me veio à cabeça quando pensei nisto. Um bloco de notas é perfeito para apontar pequenas coisas de que não te podes esquecer. Podes também colocar frases que gostas ou até utilizar como lista de compras.

2- Diário
Eu já utilizei alguns cadernos brancos como diários e gostava muito de escrever sobre o meu dia. O que eu pensava quando os escrevia é que, quando fosse mais velha, poderia sempre recordar a minha infância.

3- Caderno de passwords
Tenho a certeza que há muitas pessoas que, assim como eu, têm muitas contas e se esquecem das passwords. Esta é uma excelente forma de organização para não te voltares a esquecer das tuas passwords

4- Bullet Journal
Este é um método de organização que comecei a utilizar este ano e estou a adorar! Não vou falar muito sobre o Bullet Journal pois irei fazer um post a falar mais detalhadamente sobre ele. Basicamente é um sistema de organização personalizavel e onde podes inserir tudo o que quiseres. 

5- Desenho
Para pessoas que adoram desenhar esta é a melhor opção para soltar toda a criatividade. Podes também utilizar como forma de descontração ou para passar o tempo.

6- Escrita livre
Escreve aquilo que te vem à cabeça e cria as tuas próprias histórias.

7- Livro de receitas
Escreve todas as receitas de família e aquelas que vais descobrindo ao longo do tempo. Quando precisares de fazer uma receita vai estar logo à mão.


E então? O que achaste?